segunda-feira, 24 de junho de 2019

A Taça “voltou” para casa



Terceira vitória dos bávaros em cinco edições

Tendo perdido a final da Taça com este adversário na ultima época e também a Supertaça já no inicio desta, as odds estavam completamente a favor do Vedetas. A vitória voltaria a colocar os bávaros no trilho certo e depois de bater os “Amigos FC” em 2015 e o “Antas Futsal” em 2017, o Bayern bateu agora o “Vedetas FC” e conquistou a sua terceira Taça Power Futsal.


Taça Power Futsal (Final)
12 de Junho de 2019, 21 horas

Vedetas FC, 0
Bayern Monchique, 2

Bayern M. – Zé Fernando; Miguel, Norberto (1) e Adelino; Rui.
Jogaram ainda: Brito (1), Nuno [cap.] e Tony.
TR: Antonio Silva
Disciplina: Miguel (amarelo por protestos); Norberto (amarelo por protestos e segundo amarelo por falta dura)

Ao intervalo: 0-1



No espaço de um ano, este era o quinto confronto entre as duas equipas. Antes deste jogo, uma vitória para os Vedetas e três empates, mas mesmo nos resultados “neutros”, a balança pendeu sempre para os Vedetas, já que dois desses empates foram decididos nos penalties, a favor dos Vedetas, tanto na Taça como na Supertaça, resultando na perda dos troféus pelos bávaros.

O jogo começou bem para o Bayern. O golo apareceu aos cinco minutos, dando expressão à superioridade bávara. Golaço de Norberto depois de lançado rapidamente por Zé Fernando para o ataque.
O Vedetas reagiu e chegou a equilibrar o jogo, mas nunca o resultado. Joaquim atirou ao poste num remate de longe e foi esse o maior lance de perigo na primeira parte.

No segundo tempo o Bayern continuou com ascendente mas demorava a marcar. O jogo parecia controlado, mas com um golo apenas esse controlo rapidamente desaparece. Esteve quase a acontecer quando Joaquim fintou na área e entregou a bola para o segundo poste, já com Zé Fernando batido. João Torres teve o empate no pé, mas quis controlar a bola ao invés de encostar de primeira. O Segundo extra foi o suficiente para Norberto vir de não se sabe onde e conseguir corte in extremis. Fantástico e precioso.

Depois veio o segundo golo, num livre insuspeito, que aparentemente não teria qualquer perigo. Valeu a colaboração de Tiago Pinto na baliza contrária, ao cair para o lado de fora, enquanto a bola entrava pelo “lado de dentro”, junto ao poste mais próximo.

O vencedor da Taça 2018 (e Supertaça) bem porfiou, mais ainda quando Norberto foi expulso, mas os bávaros foram se aguentando, com maior ou menor sorte à mistura. Com a primeira vitória sobre os Vedetas desde Março 2018 (foram necessários 5 jogos), a Taça voltou para a casa onde tem passado mais tempo…



O Filme dos Golos ao minuto

5m     0-1     Zé Fernando defende na área e rapidamente lança com a mão para a ala esquerda. Norberto corre pela esquerda, “entorta” um adversário enquanto vira para o meio e na saída do guardião faz um remate tipo volley, com muita classe.


32m   0-2     Livre do lado esquerdo, ainda muito afastado da área. Brito atira de bico ao poste mais próximo. O guardião fica mal na fotografia…




A Estrela


Zé Fernando – nota 8

Imperial entre os postes e a sair deles. A assistência para o primeiro golo foi a cereja no topo do bolo. O troféu de MVP da final é justo e mostra que o júri estava atento.


Os outros bávaros

Nuno e Tony – 6
Miguel, Adelino e Rui – 7
Norberto e Brito – 8


Os melhores bávaros da época


Eleito pelos seus pares como Melhor Jogador da Liga, Norberto é com naturalidade o Bávaro de Ouro nesta competição, com os seus 10 golos e 12 assistências em 13 jogos.
Com 12 jogos, 14 golos e 8 assistências, Adelino foi o melhor marcador da Liga (e 4º melhor Jogador) e é o Bávaro de Prata.
No Bronze temos a “estreia” de Miguel. Em 10 jogos marcou 3 golos e assistiu por 11 vezes. Um autentico pêndulo a equilibrar a equipa.


Na Taça destacou-se Brito, Bávaro de Ouro e melhor marcador do Bayern nesta competição, tendo marcado em todos os jogos.
Zé Fernando fica com a Prata. Não jogou nos quartos de final, mas a meia final e principalmente a exibição na final justificam o prémio.
Com o Bronze Norberto. Sem qualquer assistência e apenas um golo, mas sempre ao nível dos melhores em cada jogo. E lembre-se que foram 3 jogos sempre muito equilibrados e com poucos golos.

sábado, 8 de junho de 2019

Um penta diferente




Bayern não conseguiu, mas Adelino sim

No ultimo jogo do campeonato havia um trofeu por decidir e uma verdade a repor. Primeiro tratou-se de vencer o jogo e depois passou-se ao trofeu de melhor marcador. Em ambos os casos, saiu o Bayern a sorrir. Adelino com um “penta” de golos, foi coroado Rei.





Liga Power Futsal (ultima jornada)
29 Maio de 2019, 21 horas

J04, 5
Bayern Monchique, 9

Bayern M. – Zé Fernando; Miguel (1), Pedro (1) e Adelino (5); Tony.
Jogaram ainda: Nuno [cap.] e Litos (2).
TR: António Silva
Disciplina: Amarelo a Litos

Ao intervalo: 1-5
Marcha do marcador: 0-2; 1-2; 1-5; 2-5; 2-6; 3-6; 3-7; 4-7; 4-8; 5-8; 5-9





Que resultado louco. Para o ultimo jogo da liga, encontravam-se os dois melhores ataques e as duas melhores defesas. O resultado foi um explosivo 5-9, num total de 14 golos no mesmo jogo (recorde da época).
Na vertigem do golo, o Jota manteve-se como o melhor ataque, mas perdeu a melhor defesa, algo que parecia seguro, com 7 golos de diferença antes de começar o jogo, mas com o avançar dos minutos e os 9 golos sofridos, perdeu a favor do Casa d’Aldeia.

Para o Bayern era importante vencer, para chegar ao segundo lugar, para impor ao campeão a única derrota da época (no tempo regulamentar) e lembrar às outras equipas o seu real valor. Uma equipa tetra campeã, que só não conseguiu o “penta”, porque deu uma volta de avanço aos rivais. Muito por culpa de alguma instabilidade na baliza, recorrendo a soluções de recurso para suprir a falta de um guardião a tempo inteiro. Por lá passaram Domingues, Tony e Max, nas ausências de Salvador, por questões laborais, com danos na pontuação, tal como no jogo com “Casa d’Aldeia” e “J04”, onde os guardiões “improvisados” estiveram debaixo do foco das criticas.

Com o recrutamento de Zé Fernando para a baliza na segunda volta, os bávaros só desperdiçaram dois pontos, num jogo com os Vedetas em que mereciam mais sorte. Dois pontos que até seriam “suficientes” para ser campeão, mas não se pode colocar as culpas nesse jogo. O problema já vinha de trás, dos pontos perdidos na primeira volta…

Quiçá mais importante ainda, era ajudar o Rui a manter a coroa de máximo artilheiro. Infelizmente Rui não pôde ir a jogo, pelo que restava aos bávaros impedir que Aleni marcasse mais que dois golos. Longe estavam os bávaros de imaginar que o jogo seria uma sucessão louca de golos e que emergiria um novo herói, de seu nome Adelino.


Adelino acabou o campeonato como melhor marcador, sucedendo a Norberto e é ainda candidato a melhor jogador. Nessa eleição, cujo vencedor será revelado a 12 de Junho, terá a companhia de Norberto, assim como de mais cinco jogadores de outras equipas. A saber Hélder Pinheiro (Amigos), Aleni (J04), Duarte e João Silva (União) e Joaquim (Vedetas). O resultado é imprevisível… embora reze a história que é sempre um atleta da equipa campeã a vencer, ou o mesmo é dizer que tem sido sempre um atleta do Bayern. Norberto em 2015; Zira em 2016 e 2017; Tiago em 2018.


Também para a eleição de melhor Guarda redes, o Bayern tem dois candidatos. Zé Fernando e Salvador vão a votos juntamente com JP (Amigos), Rui Santos (União), Sérgio Pinho (Casa d’Aldeia) que foi o segundo melhor na época passada; e Bernardo (J04) o grande favorito a vencer.




O Bayern conquista ainda o Troféu Disciplina, algo que já não acontecia desde 17 Setembro de 2016, na altura no II Torneio FSU, mas já é o 10º (!!!) da nossa história.

Segue-se a final da Taça e o único titulo que se pode vencer esta época. O adversário é o “Vedetas FC” que já nos roubou a Supertaça no inicio da época.



O filme dos golos

0-1              Zé Fernando defende duas vezes e mete para Pedro que transporta até ao ataque. Na área assiste Adelino que consegue o remate de ângulo apertado.

0-2              Recuperação de Adelino que deixa para Miguel. Este vai para o ataque e remata ainda de fora.

1-2              Golo de Aleni depois de arranjar espaço na frente da área.

1-3              Pedro para Miguel e este a assistir Adelino.

1-4              Chapéu de Adelino aproveitando a saída de Bernardo da área.

1-5              Litos vai marcar depois de roubar a bola no meio campo.


2-5              Golo de Aleni.

2-6              Golo de Pedro.

3-6              Golo de Teles.

3-7              Golo de Adelino.

4-7              Aleni marca o seu terceiro golo e ultrapassa Rui.

4-8              Responde Adelino a marcar o seu quinto golo, a passe de Pedro.

5-8              Golo de João Pinto.

5-9              Litos fecha a contagem a passe de Miguel.




A Estrela

Adelino Silva – nota 9

Noite de sonho e coroação para um herói improvável. Não estaria nas cogitações para melhor marcador, mas com os três golos na primeira parte, ficou a um de Rui. Na segunda parte, perante a necessidade de combater o hat trick de Aleni, marcou mais dois, sendo assim coroado o melhor marcador da Liga. Na falta do penta do Bayern foi Adelino quem fez uma “manita” e roubou o protagonismo aos campeões.


Os outros bávaros

Tony – 6
Nuno – 7
Zé Fernando, Miguel, Pedro e Litos – 8

quarta-feira, 29 de maio de 2019

Limpou-se a Honra


Vitória do Bayern “deu” o titulo ao J04

Num jogo que acabava por ser de título, estranhou-se o resultado tão desnivelado. O Bayern venceu o Casa d’Aldeia, emendando a derrota tangencial da primeira volta e estragando assim o sonho dos “laranjas” chegarem ao titulo. Da mesma forma, os bávaros ganham vantagem sobre este rival na luta pelo segundo lugar, mas ainda tem de vencer o campeão para o conseguir.


Liga Power Futsal (jogo adiado da 12ª jornada)
22 Maio de 2019, 21,30 horas

Clube Casa d’Aldeia, 1
Bayern Monchique, 6

Bayern M. – Zé Fernando (1); Miguel (1), Norberto (2) e Adelino; Rui (2).
Jogaram ainda: Pedro, Nuno e Tony [cap.].
TR: António Silva

Ao intervalo: 0-2
Marcha do marcador: 0-2; 1-2; 1-6


“Jogo do titulo”, mas não para o Bayern que estava fora dessas contas, embora tivesse aqui um papel decisivo nessa “guerra”. O Casa d’Aldeia precisava de vencer e mesmo assim ficava a depender do Bayern para ultrapassar o J04. Aos bávaros interessava vencer para corrigir a primeira volta e porque ainda tem o segundo lugar em vista. Interessava também que Rui marcasse pelo menos dois golos, para ascender à liderança dos artilheiros.
O Bayern entrou com o “cinco base” desta época, mas quem deu nas vistas não foi Rui, mas sim Norberto, com dois golos em cinco minutos.

Não estava fácil para Rui marcar… nem mesmo para os outros bávaros. Apesar do claro ascendente e intenso domínio nalguns períodos do jogo, o Bayern só voltou a marcar nos últimos cinco minutos do jogo.

Antes disso, um golo de Julinho ao abrir a segunda parte, deixou o jogo muito interessante. Por “interessante” entenda-se “disputado” e aguerrido, com algumas entradas duras. Foi uma sorte Norberto não ter visto um amarelo numa falta a meio campo e tudo parece encaminhado para o Bayern vencer mesmo o “Troféu Disciplina”. Não que o potencial amarelo colocasse isso em risco…

Foi apenas a quatro minutos do fim que Rui conseguiu marcar, fazendo o 1-3 e saindo logo de seguida, pois estava estourado.
Esteve apenas dois minutos cá fora a recuperar o fôlego e voltou de novo lá para dentro, já depois de Miguel fazer o quarto golo. Mal entrou Rui voltou a marcar e é agora o líder dos artilheiros. Falem agora que o nosso menino “Pauleta” só marca às equipas da segunda metade da tabela (União, All Stars, Dynamo e Amigos). Falem se tiverem coragem…

Ou então falem do golo do Zé Fernando. Que qualidade… e mais não digo.





O filme dos golos ao minuto

1m              0-1    Miguel deixa para Norberto, este faz a revienga e chuta rasteiro.

5m              0-2    Miguel entrega para Norberto que vai pelo meio. Faz aquela finta habitual, com a bola a correr na frente de Rodri, até que atira forte com o pé direito.


22m            1-2    Remate de Rodri de fora da área. A bola desvia no pé de um defesa e vai parar ao pé de Julinho que aparecia ao segundo poste.

36m            1-3    Tentativa de Pedro em esforço, de meter para Rui. O guarda redes embrulha-se com a bola, mas esta sobra na mesma para Rui que completa.

37m            1-4    Bola prensada na defesa e remate de Miguel para a baliza deserta.

39m            1-5    A defender o 5 para 4, Adelino rouba a bola e foge pela esquerda. Depois assiste Rui.

40m            1-6    Zé Fernando defende e remata de baliza a baliza. A bola entra no ângulo superior direito, sem tocar no solo.





A Estrela

Zé Fernando – nota 8

No golo sofrido não teve qualquer hipótese. Do resto, não é que tenha sido submetido a trabalho apurado, mas houve algum volume de ataques aos quais fez frente, levando sempre a melhor. Digamos que já seria o melhor em campo e não precisava daquele golaço, mas esse fez acabar com qualquer discussão.
É um dos candidatos a Guarda Redes do ano na Liga, mas a concorrência de Bernardo é forte...


Os outros bávaros

Nuno e Tony – 6
Adelino, Rui e Pedro – 7
Miguel e Norberto – 8

quarta-feira, 22 de maio de 2019

Já não haverá Penta




… mas no nosso ADN está sempre a vitória

O jogo já não servia para “nada”, que é como quem diz que já não estávamos na luta pelo titulo quando entramos na quadra. Mas além de alguns objectivos secundários, queremos sempre ganhar e foi isso que fizemos.


Liga Power Futsal (13ª jornada)
8 Maio de 2019, 22,30 horas

Bayern Monchique, 4
Dynamo Futsal, 1

Bayern M. – Zé Fernando; Miguel, Norberto (1) e Brito (1); Tony [cap.].
Jogaram ainda: Litos, Rui e Adelino (2).
TR: António Silva

Ao intervalo: 3-0
Marcha do marcador: 3-0; 3-1; 4-1


Os bávaros entraram na quadra com a certeza que o penta campeonato já não seria possível. Tal fora ditado pela vitória, pela margem mínima, do J04 no jogo anterior.
Essa certeza não afetou a moral nem fez esmorecer a vontade de vencer o jogo.
Os bávaros fizeram um jogo sério, bem diferente do da primeira volta e venceram sem grande discussão. Pena que o artilheiro Rui não juntou nenhum golo ao currículo, mas ainda tem dois jogos para emendar a mão… ou o pé.

O objectivo passa agora por vencer todos os jogos até ao final, alcançar o segundo lugar e vencer a Taça.



O filme dos golos ao minuto

5m              1-0    Saída de Zé Fernando da área, a cortar a bola e a lançar-se para o ataque. Já no meio campo ofensivo, o guardião entrega para Norberto que ajeita e atira para a baliza.

13m            2-0    Bola metida para Norberto a pivot, de costas para a baliza. Norberto amortece de calcanhar para a entrada de Adelino, com remate fulminante na passada. Belo golo!

19m            3-0    Adelino vem da esquerda e entrega para Tony no meio campo. Corta de imediato para o ataque na diagonal. Tony mete a bola na profundidade e Adelino vai lá para desviar do guardião.


33m            3-1    Bola “embrulhada” na frente da área bávara. Tiago chega primeiro e chuta de bico. Zé Fernando vai ao chão e ainda toca na bola, mas não a consegue parar.

37m            4-1    Triangulação com Miguel e corrida de Brito pela direita. À saída do guardião dispara de bico. A bola ainda bate no guarda redes, mas não perde o caminho da baliza.



A Estrela

Adelino Silva – nota 7

Marcou dois golos que o colocam como alternativa a Rui, no ataque ao premio de melhor marcador da Liga.


Os outros bávaros

Tony, Litos e Rui – 6
Zé Fernando, Miguel, Norberto e Brito – 7

sexta-feira, 26 de abril de 2019

Amigo não empata amigo


… ou neste caso o Bayern, mas o empate não esteve assim tão longe

O resultado final não dá a entender que se defrontaram um (ainda) candidato ao titulo e o ultimo classificado, mas o jogo ficou logo resolvido no primeiro tempo. Na segunda parte o Bayern “perdeu” 0-2, mas foram 20 minutos equilibrados, já mais relaxados pelo resultado obtido no primeiro tempo e o mais “correcto” até seria um 2-2 nesse parcial.


Liga Power Futsal (11ª jornada)
3 Abril de 2019, 21,30 horas

Bayern Monchique, 3
Amigos FC, 2

Bayern M. – Zé Fernando; Miguel, Norberto (1) e Serginho; Tony [cap.].
Jogaram ainda: Rui (1), Brito (1) e Nuno.
TR: António Silva

Ao intervalo: 3-0
Marcha do marcador: 3-0; 3-2


Não era jornada para se perder pontos. Aliás nenhuma é até ao fim, se ainda queremos chegar ao titulo e mesmo assim vamos precisar da “ajuda” de terceiros.
Ainda assim o Bayern conseguiu-se colocar a jeito para sofrer um dissabor. Depois de uma primeira parte impecável, com 3 golos sem resposta, no segundo tempo os bávaros deixaram de acertar com a baliza e por outro lado, sofreram dois golos.
O empate nunca esteve verdadeiramente em risco (ou esteve?), mas podia sempre aparecer, em mais um lance fortuito. Como sempre nesta época, o Bayern fez tudo à justa…


O filme dos golos

1-0              Remate de Serginho do lado esquerdo. A bola sobra para Norberto que penteia para a esquerda e atira de fora da área, com o pé esquerdo.

2-0              Passe de Miguel desde o meio campo, a rasgar a defensiva. Rui recebe na área, ajeita e atira a contar.

3-0              Nuno entrega para Brito e este manda um bilhete.


3-1              Contra ataque de Hélder pelo meio e remate de pé esquerdo, sem hipóteses para o guardião. A bola bate no poste e entra.

3-2              Remate quase sem ângulo do lado esquerdo. Zé Fernando defende mas deixa a bola fugir para o lado contrário, onde Pedro Nuno completa.



A Estrela

Miguel Pereira – nota 7

Varreu tudo. Destacou-se pelo rigor defensivo, mas ainda fez uma assistência para o golo de Rui.


Os outros bávaros

Zé Fernando, Tony, Rui e Nuno – 6
Norberto, Serginho e Brito – 7