domingo, 27 de fevereiro de 2011

F@ck you all !!!!

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Aquele Inverno...e já se foram mais 10 Eur...


sábado, 19 de fevereiro de 2011

Redenção!

Bayern mantém-se na corrida enquanto matosinhenses dizem adeus à taça

Ambas as equipas procuravam redimir-se de derrotas registadas na 12ª jornada da liga, na semana passada. Este jogo era para a taça, mas também aí ambas tinham perdido na 1ª jornada deste grupo E, pelo que uma nova derrota acabaria com as hipóteses de seguir em frente. Bayern acabou por ser mais consistente e venceu.


Taça da Liga SuperFutsal 2010/11 (2ª fase - 2ª jornada)
16 de Fevereiro de 2011, 22,30 horas

Bayern Monchique, 4
FC Matosinhos, 2

Jogo no Pavilhão do Choradinho, em Freixieiro

Bayern M. – Chumbo; Brito (1), Taboada e Pedro (2); Tony.
Jogaram ainda: Chiki (1), Nuno [cap.] e Arnaldo.
Suplente não utilizado: Domingues
TR: Tozé Ribeiro

Ao intervalo: 2-1
Marcha do marcador: 1-0; 1-1; 2-1; 2-2; 4-2.



Era um jogo muito aguardado pelos bávaros depois da derrota embaraçosa em Esmoriz para a liga. Além disso era um jogo tremendamente difícil pois o adversário era nada mais nada menos que o líder da liga, o FC Matosinhos, que para a liga havia já vencido o Bayern por 3-0 em sua casa. Era portanto um jogo de “rectificações”… se tudo corresse a preceito.

Tony foi aposta no cinco inicial e até podia ter marcado a desviar um canto de Pedro, mas a bola saiu ao lado. A “chave” do jogo estava no entanto no banco e entraria para o lugar de Tony no decorrer da primeira parte. Foi Chiki quem desempatou o jogo, já na segunda parte, depois dos Matosinhenses empatarem por duas vezes.

O Bayern foi a melhor equipa sobre a quadra e melhorou (e muito) a imagem deixada na semana anterior. Ainda assim a calma que a equipa demonstra durante as partidas (e esta não foi excepção), é por vezes exasperante para quem observa de fora...



O filme dos golos ao minuto

1-0   8m   Pressão de Brito e Taboada sobre o homem da bola, com o ultimo a conseguir roubar e a partir para contra ataque de 2 para 1. Com um passe lateral deixa Pedro sozinho perante o redes e com espaço e tempo para escolher o melhor sitio onde colocar a bola.

1-1   10m   Liedson trabalha bem a pivot, rodando sobre Brito e disparando de pé esquerdo. Chumbo ainda desvia mas apenas para os pés de Pilão, a um metro da baliza, que faz um golo fácil.

2-1   11m   Taboada importantíssimo a subir e a antecipar-se a um contrário, interceptando uma bola que depois coloca em Brito que de pronto mete em Pedro no segundo poste.


2-2   30m   Bananas solicita a entrada de ginga com uma desmarcação de um extremoa o outro do campo. Ginga posiciona-se bem e de primeira faz o passe em volley para a entrada de Jonny em zona frontal, desfeiteando Chumbo.

3-2   36m   Livre na meia direita, à entrada da área. Brito ameaça o remate mas passa a Chiki que se posicionara momentos antes rápida e de forma inteligente à frente do seu defensor, bem em cima da linha da área. Depois disso foi só Chiki desviar a bola para a baliza.

4-2   39m   Mau passe de Ginga no meio campo, que Brito intercepta e rapidamente corre 2 metros, disparando um míssil que foi entrar junto ao poste mais distante.



A Estrela

Ricardo “Chiki” Santos – nota 8

Uma actuação muito serena e inteligente, pondo gelo aqui e ali no jogo da equipa e acelerando quando era caso para tal. Já na parte final teve uma arrancada desde o seu meio campo, só parada em falta quando se preparava para tentar o golo. Não “conseguiu” expulsar o adversário mas acabou por decidir logo a seguir com o golo da vitória na marcação desse livre.


Os outros bávaros

Taboada, Brito e Pedro – 8
Chumbo - 7
Tony, Nuno e Arnaldo – 6

Mister Tozé – nota 7



Vai Avante já está nas meias

No outro jogo do grupo, o AC Gaia recebeu o Vai Avante mas saiu derrotado. Com esta vitória o Vai Avante garantiu o apuramento e o 1º lugar do grupo. Já o AC Gaia terá de disputar com o bayern a outra vaga nas meias finais.

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Vergonha!

Primeira vitória da União em dois anos deixa bávaros embaraçados…
Liga Superfutsal 2010/11 (12ª jornada)
11 de Fevereiro de 2011, 22,00 horas

União FC, 6
Bayern Monchique, 4

Jogo no Pavilhão da Escola Secundária de Esmoriz

Bayern M. – Chumbo; Brito (1), Litos (1) e Pedro (2); Correia.
Jogaram ainda: Arnaldo e Tony [Cap.].
Suplente não utilizado: Domingues
TR: António José Ribeiro

Ao intervalo: 2-2
Marcha do marcador: 0-1; 2-1; 2-2; 3-2; 3-3; 6-3; 6-4


Não tirando o mérito ao adversário nem tendo a intenção de menosprezar a equipa da União, a verdade é que o Bayern nunca poderia ter perdido este jogo e apenas se pode lamentar dos seus erros. Vergonha deve ser o sentimento dominante. Vergonha por deixar fugir o primeiro lugar, vergonha por perder com o ultimo, vergonha por perder com uma equipa que consegue a primeira vitória na liga ao fim de época e meia…


Não há muito mais a dizer. Uma defesa muito macia propiciou que a União se agigantasse e quiçá fizesse o jogo da sua vida. Seis golos marcou a União, o equivalente a mais de um terço dos golos que havia marcado até agora, em 11 jogos.
O Bayern só tem de reflectir nos erros que cometeu e arrepiar caminho. Nem o facto de estarmos em era de “revoluções” ajuda a explicar esta derrota dos bávaros que agora vão defrontar o primeiro classificado da liga, embora o jogo seja para a taça.




O filme dos golos bávaros

0-1 Roubo de bola de Brito no meio campo que rapidamente endossa para Pedro no ataque. Este simula o remate e puxa para a esquerda tirando o guardião do caminho antes de encostar para golo.
2-2 Pedro toca para Tony à entrada da área, de costas para a baliza, que toca ao lado para a entrada de Litos. Este ajeita a bola e empurra para a baliza, fazendo a bola passar por baixo das pernas do guardião.

3-3 Excelente combinação ofensiva com Correia a romper pelo meio e a entregar a Tony já dentro da área. Este em vez de tentar o remate, assiste Pedro que aparece de rompante no lado contrário a marcar.
6-4 Golo de Brito



A Estrelinha

Tony Silva – nota 3
Não fez (muito) mais que os outros. Fez as assistências para os empates a 2 e 3 golos, mas também fez parte da confusão geral e desvario presente na altura em que era preciso mais calma, quando a equipa jogava com o guardião subido.
Só não lhe podem é pedir mais empenho…

Mister Tozé - 3

Os outros bávaros
Todos nota 3!

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Musica Infantil

Talvez nos inspire a ter um comportamento mais adequado á Liga LSF...

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Até os comemos?!?!?

Desta vez não temos "musica do jogo" mas antes um momento fotográfico...


Agora pensem o que quiserem...

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Vitória fora de horas

Amigos deram grande réplica mas não conseguiram atrasar os bávaros.

O jogo começou com um grande atraso devido à indisponibilidade da equipa de arbitragem e quando se jogou a segunda parte, já se estava no dia seguinte. O resultado é que não mudou muito “de um dia para o outro”. 2-0 na primeira parte e 2-1 na segunda e os bávaros continuam na perseguição ao líder Matosinhos…


Liga SuperFutsal 2010/11 (11ª jornada)
2 de Fevereiro de 2011, 22,30 horas

Bayern Monchique, 4
Amigos FC, 1

Jogo no Pavilhão do Choradinho, em Freixieiro
Bayern M. – Chumbo; Brito (1), Nuno [cap.] (1), Pedro (1) e Arnaldo (1).
Jogaram ainda: Taboada e Tony.
Suplente não utilizado: Domingues [GK]
TR: Tozé Ribeiro

Ao intervalo: 2-0
Marcha do marcador: 2-0; 2-1; 4-1.

Acabou por ser um jogo muito mais interessante do que alguns poderiam esperar. Os bávaros queriam fechar a primeira volta sem surpresas, mas os Amigos apresentaram-se mais fortes e coesos do que na primeira vez que as equipas se encontraram.
O Nº 6 Nuno abriu o activo aos 6 minutos e depois foi o Nº 7 Arnaldo a ampliar a vantagem ao 7º minuto. Poderia ser o início de uma goleada mas tal não teve continuidade… talvez por o Nº8 não estar em campo… :)
O resto da primeira parte foi muito equilibrado, sem mais golos e com os guarda-redes a brilharem.

A segunda parte recomeçou com o mesmo equilíbrio de forças. Os Amigos a tentarem chegar ao golo e o Bayern a gerir, tentando com calma aumentar a vantagem.
O golo só apareceu aos 10 minutos e para o lado dos Amigos. Assistiu-se então a um pressing dos visitantes que remeteu o Bayern para a sua defensiva, enquanto tentava em contra ataques nem sempre bem gizados, recuperar a vantagem de 2 golos.
Após 5 minutos de alguma pressão o Bayern conseguiu novamente a tranquilidade de um golo, marcado por Brito após inteligente assistência de Pedro. Logo no minuto seguinte foi Pedro a marcar o golo que arrumou definitivamente com o jogo. Um golo que perseguiu durante toda a partida e que viu várias vezes, também por azar, ser adiado constantemente até esta altura. Um golo que fica para a história como o 200º de Pedro ao serviço do Bayern.


Vídeo dos golos disponível (em breve) aqui ao lado na sua “BayernTV”

A Estrela
Hugo “Chumbo” – nota 8

Pedro foi o melhor em campo para a liga, mas achamos que pela atenção (sempre em alta) e os golos que foi “retirando” da baliza, a distinção teria sido mais bem empregue em Chumbo.


Os outros bávaros
Nuno, Brito, Arnaldo, Taboada e Tony – 7
Pedro – 8

Mister Tozé: nota 8

______________________________________


Em jeito de balanço para a segunda volta, aqui ficam a tabela de evolução classificativa, mais a de goleadores e MVPs.

O FC Matosinhos é lider há já 7 jornadas. O Bayern só esteve duas semanas na liderança mas é a unica equipa que ainda não baixou do top 3...

Nos goleadores é curioso verificar que os 17 golos que deram o prémio de melhor marcador a Paulo Mouro na época passada, já foram alcançados pelo Pedro ao fim da primeira volta. Pedro que marcou em todos os jogos que fez, numa média impressionante de 2,42 golos por jogo.
Por este andar a marca do ano passado será pulverizada...


Quanto aos MVPs, esta tabela também é liderada pelo Pedro que foi considerado o Melhor em Campo em 5 dos 7 jogos que realizou.

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Já cá está!

Nasceu o Diogo!
À hora em que uns adormeciam no sofá a ver a segunda parte do Porto – Rio Ave, o filho do “gostosão” Cadu estava em pulgas, lutando desesperadamente para abrir os olhos pela primeira vez.
O nascimento deu-se na noite de domingo para segunda, um pouco mais cedo que o previsto, mas tanto o rebento como a mãe estão bem, de plena saúde.

O menino Diogo que herdou o segundo nome (Eduardo) do pai, nasceu com 48cm e 3,59Kg de peso. Se o pai Carlos Eduardo é “Cadu”, este será provavelmente “Didu”.

À falta de fotos do petiz, cruzamos os traços faciais do pai com a mãe e apresentamos as prováveis feições do rapaz, quando tiver idade para jogar pelo Bayern.

Digam lá se não é parecido com o Cadu ;)

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Que ninguém foda a cabeça a ninguém!