sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Muito sofridinho…


Bayern, 8
Artilheiros FC, 7

Jogo no Pavilhão do Choradinho, no Freixieiro
Bayern – Mingues; Capi (2), Pasc (1), Taboada (1) e Nokas (3). Jogaram ainda: Tony (1) e Canhão.
TR: Em piloto automático…
Artilheiros – Bruno; Bernardo, Ricardo, Zé Manuel (1) e Zé Pedro. Jogaram ainda: Nuno, Renato (3) e Guilherme (2). Um autogolo…
TR: Ricardo
Marcha marcador: 1-0; 1-1; 2-1; 2-4; 6-4; 6-5; 8-5; 8-7

Adversário motivado e com potencial deixou boa imagem

Foi o arranque da pré-época, com Bayern e Artilheiros a protagonizarem um duelo há muito já apalavrado entre os responsáveis das equipas. Assim, como não podia deixar de ser, Arnaldo, um dos elementos do núcleo duro, deu as boas-vindas à formação adversária, entregando um cachecol a Ricardo, o mentor do Artilheiros FC. Foi um dos pontos altos da noite. De resto, acabou por dar Bayern, porque Rodrigues, o guarda do campo, interviu na hora certa, finalizando a partida num momento em que os azuis acreditavam no empate, o que, a acontecer, não escandalizava.
O Bayern, mais maduro, teve bons momentos, mas a verdade é que o adversário apresentou-se organizado e muito motivado, tendo, a determinada altura, passado para a frente do marcador. A reacção bávara sustentou a reviravolta, mas a verdade é que os Artilheiros deixaram água na boca e… correram muito! Uma frescura que se explica pela tenra idade da maioria dos seus elementos. Em nítido contraste com os bávaros… Valeu!

Sinal +
As tripletas de Nokas e Renato. Foram os homens-golo da noite, com três tentos cada um. As actuações de Mingues e Bruno. Os guardiões foram os culpados do resultado não ter atingido uma expressão hiperbólica. O público que lotou as bancadas do Choradinho.

Sinal –
Chumbo com ausência injustificada. Terá de enfrentar agora um processo disciplinar, que lhe pode valer uma suspensão de 6 meses. Tudo dependerá da análise do ADoP. Canhão nem um golinho para a amostra. Um vidro partido. O escândalo do treinador/jogador Ricardo ter alinhado praticamente o jogo todo. O secretário-técnico do Artilheiros FC ter deixado na bancada o cachecol oferecido no começo da partida.

4 comentários:

Ricardo Vasconcelos disse...

Quase que havia tomba gigante no Choradinho! A rebeldia dos Artilheiros fez alguma mossa nos bávaros versão B e só faltou uma matreirice na recta final para, além do cachecol!, termos levado a vitória. Obrigado pelo convite, têm sempre as portas de nossa casa abertas (pena ser no mesmo dia e hora do vosso treino...) e good luck para a nova temporada!

Administrador disse...

Tenho de pedir desculpa a td mundo Bávaro pela minha ausência por motivos profissionais,e como não tenho o conctato do Pres. Tony, pedi ao Norberto para lhe mandar uma msg avisar a minha ausência.
Já AVISO SE FOR INSTAURADO UM PROCESSO DISCIPLINAR SOBRE A MINHA PESSOA, NÃO VAI HAVER PROBLEMA, PK CONTINUO EM CONDIÇOES PARA DEFENDER A BALIZA DO BAYERN....

Zé Manel disse...

De notar que a média de idades dos bávaros ontem era de 31 anos.
Apesar de fisicamente mal, a experiencia bávara bastou para garantir uma vitoria justa.
Destoou na equipa o puto de 28 anos...

Anónimo disse...

936321082